Com o retorno das negociações na maioria das regiões, aos poucos vemos o aumento da oferta de boiadas terminadas, o que facilita as compras para as indústrias, que aproveitaram o momento para alongar as programações de abate.

Paralelamente, a demanda por carne mostra sinais de recuo frente ao que vimos em dezembro, e isso refletiu em viés de queda no mercado do boi.

No fechamento da última quinta-feira (10/1) registramos desvalorização da arroba do boi gordo em seis praças pecuárias.

Em Goiânia-GO, no Norte do Tocantins, em Campo Grande-MS e em Dourados-MS, o recuo foi de R$1,00/@ nos valores a prazo, o que representa queda de 0,7% na comparação dia a dia. Já nas praças do Oeste da Bahia e Paraná, a queda foi de 0,3%.

Em São Paulo, a referência continua estável frente ao último levantamento e a média das escalas de abate gira em torno de seis dias. Foram registradas indústrias com escalas mais confortáveis fora das compras.

Fonte: Scot Consultoria

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: