Apesar do viés baixista ainda caracterizar este período do mercado, a intensidade da queda diminuiu e gradativamente o rumo tomado está caminhando para o equilíbrio

 

A concentração intensa da oferta de boi gordo parece ter ficado para trás e aos poucos os compradores têm mais dificuldade para impor preços abaixo das referências.

Contudo, vale salientar que apesar de os frigoríficos não comprarem com a mesma facilidade que compravam nas primeiras semanas deste mês, não há espaço para valorizações concretas em curto prazo.

Primeiro porque as escalas estão confortáveis na maioria das regiões e segundo por estarmos na segunda quinzena do mês, período de lentidão no escoamento de carne.

Fonte: Scot Consultoria

Veja também  Boi gordo: maior preço nominal desde dezembro/2016

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: