Neste início de março, as negociações no mercado de animais para abate têm sido pontuais, com dias de maior participação de operadores e outros com atividades mais restritas

De modo geral, a oferta de animais não é expressiva, mas frigoríficos têm se posicionado de maneira recuada.

No acumulado de março (até o dia 7), o Indicador ESALQ/BM&FBovespa do boi gordo registrou aumento de 0,65%, com ajustes negativos em alguns dias desse período. Nessa quarta-feira, 7, o Indicador fechou em R$ 146,10.

Fonte: Cepea

Veja também  Frango: Preço da carne é estável no Brasil segundo Cepea

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: