Compradores estiveram mais ativos do que vendedores no mercado de arroz em casca do Rio Grande do Sul em março, principalmente na segunda quinzena

Segundo colaboradores do Cepea, indústrias com necessidade de repor estoques ofertaram valores superiores para novos lotes, mesmo de arroz novo (safra 2018/19). Do lado produtor, orizicultores permaneceram recuados, atentos às condições climáticas no estado e às atividades de colheita.

Assim, as vendas efetivadas foram devido à necessidade de “fazer caixa”. Outros, por sua vez, optaram por negociar gado e soja. Nesse cenário, o Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, acumulou alta de 0,74% no mês passado, fechando a R$ 39,59/sc de 50 kg no dia 29.

Fonte: Cepea

Veja também  Contratação de crédito rural incluindo Pronaf até março soma R$ 129 bilhões

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.