No mês do consumidor, Anffa Sindical lança série de vídeos sobre compra segura de alimentos. Delegacia Sindical do Anffa no DF quer alertar população sobre importância da compra consciente para prevenção de fraudes alimentícias.

Qual a diferença de uma cerveja puro malte de uma cerveja comum?

Ou entre iogurte e bebida láctea?

O que é indispensável observar na hora de comprar carne, salame ou presunto?

Para marcar o Dia Nacional do Consumidor, comemorado em 15 de março, a Delegacia Sindical do Anffa (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários) no Distrito Federal produziu uma série de vídeos que orientam a população sobre a compra segura de produtos agropecuários.

Neles, é possível aprender como evitar possíveis fraudes e até alimentos contaminados, além de apresentar o processo de trabalho dos auditores fiscais federais agropecuários (AFFAs), que asseguram a segurança e qualidade desses produtos no Brasil.

Ao longo do mês, seis vídeos serão divulgados nas redes sociais com dicas práticas e simples sobre a obtenção, manipulação, armazenamento e rotulagem de alimentos que fazem parte da rotina de grande parte dos brasileiros. Os primeiros três vídeos da série já estão disponíveis e tratam, respectivamente, sobre as formas seguras de compra e consumo de carne e de cerveja, abordando os critérios técnicos de produção, embalagem e condições higiênicas sanitárias. Veja a seguir:

Dica sobre carnes e derivados

 

Produção de cerveja

 

Alimentação animal

Além disso, até o fim do mês, serão postados mais três vídeos que tratam sobre a compra de pescados, azeite, iogurte e bebidas lácteas, e sobre ração para alimentação animal.

O presidente do Anffa Sindical, Mauricio Porto, acredita que quando a população está bem informada pode ajudar na fiscalização, assim como na identificação de irregularidades. “Com informação, cada consumidor pode tomar as medidas necessárias para proteger a própria saúde e alertar para irregularidades, atitudes que beneficiam e garantem a segurança alimentar de toda a sociedade”, afirma Porto.

Veja também  2016: Ano para quem sabe superar os desafios

Os auditores fiscais federais agropecuários estão disponíveis para responder as dúvidas dos consumidores por meio de sua página oficial no Facebook (@DSDFANFFA), do e-mail da delegacia sindical do DF (delegaciasindicaldf@anffasindical.org.br) e também dos canais institucionais do Ministério da Agricultura, como ouvidoria (http://www.agricultura.gov.br/ouvidoria) e SIC – Serviço de Informação ao Cidadão (0800 704 1995).

Sobre os Auditores Fiscais Federais Agropecuários

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical) é a entidade representativa dos integrantes da carreira de Auditor Fiscal Federal Agropecuário. Os profissionais são engenheiros agrônomos, farmacêuticos, químicos, médicos veterinários e zootecnistas que exercem suas funções para garantir qualidade de vida, saúde e segurança alimentar para as famílias brasileiras. Atualmente existem 2,7 mil fiscais na ativa, que atuam nas áreas de auditoria e fiscalização, desde a fabricação de insumos, como vacinas, rações, sementes, fertilizantes, agrotóxicos etc., até o produto final, como sucos, refrigerantes, bebidas alcoólicas, produtos vegetais (arroz, feijão, óleos, azeites, etc.), laticínios, ovos, méis e carnes. Os profissionais também estão nos campos, nas agroindústrias, nas instituições de pesquisa, nos laboratórios nacionais agropecuários, nos supermercados, nos portos, aeroportos e postos de fronteira, no acompanhamento dos programas agropecuários e nas negociações e relações internacionais do agronegócio. Do campo à mesa, dos pastos aos portos, do agronegócio para o Brasil e para o mundo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: