Mercado Financeiro

Abate de aves aumentou 2,5% no ano, mas produção de carne apenas 0,61%

Os dados ontem divulgados pelo IBGE, relativos aos abates inspecionados de carne de frango no terceiro trimestre de 2020, quando combinados aos dados anteriores permitem concluir que o número de cabeças abatidas nos primeiros nove meses deste ano aumentou perto de 2,5%, correspondendo a pouco mais de 4,440 bilhões de aves (frangos, frangas e descartes de reprodutores e poedeiras).

Porém, como efeito de um peso unitário menor que o de 2019, o volume de carne daí decorrente registrou aumento de apenas 0,61%, isto indicando que, a despeito da pandemia e da paralisação de diversas unidades de abate no decorrer do ano, o volume produzido nesses nove meses permaneceu praticamente estável em relação ao ano passado. Ou, ainda assim, ligeiramente maior.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Embora dispensável, é sempre bom ressaltar que esses resultados referem-se, exclusivamente, aos abates efetivados em estabelecimentos sob algum tipo de inspeção – federal, estadual ou municipal – e, portanto, não abrangem a totalidade da produção nacional.

A contraposição do número de cabeças abatidas no período ao número de frangos supostamente criados nesses nove meses (dados da APINCO sobre o alojamento interno de pintos de corte, considerando-se viabilidade média de 96% e abate aos 42 dias de idade, ou seja, abate inspecionado de cerca de 4,443 bilhões de cabeças x criação total de 4,771 bilhões de cabeças), sugere que a produção sob inspeção correspondeu a pouco mais de 93% dos frangos criados nacionalmente.

Por Avisite

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

peixe br
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo