Quer aprender como plantar milho? Veja agora mesmo como iniciar uma plantação de milho e ter bons lucros

Sem dúvidas, o milho é um dos cereais mais consumidos do mundo, sendo amplamente utilizado no preparo de refeições humanas, podendo ser transformado em farinha e pipoca, além de ser rico em nutrientes, o que também o configura como uma ótima opção para o trato de animais como, por exemplo, galinhas, porcos e cavalos.

O milho é o principal cereal cultivado no Brasil, contando com uma produção anual de mais de 54,37 milhões de toneladas de grãos, correspondendo a 12,93 milhões de hectares. Definitivamente, além de ser um grão altamente nutritivo, o cultivo do milho também é uma excelente alternativa de negócio, visto que é um setor extremamente estável e lucrativo, especialmente devido a capacidade de exportação do país.

Um dos fatores que levam a produção de milho ser bem sucedida no Brasil é o fato de as condições climáticas serem muito favoráveis, permitindo que a planta se adapte facilmente a qualquer tipo de solo, necessitando de pouca manutenção.

Você também quer ser mais um agricultor a faturar com esta plantação? Para te ajudar, nós iremos trazer aqui, informações e dicas sobre como plantar milho. Confira abaixo:

Conheça a Origem do Milho

Independentemente do tipo de cultivo selecionado no ramo da agricultura, para que a atividade seja bem sucedido é fundamental que o produtor conheça tudo sobre o cultivar. Sendo assim, comece sabendo que o milho tem o nome científico de Zea Mays, pertencendo à família Poaceae, se caracterizando por crescer em formato de árvore pouca densa, com caule, folhas compridas e espigas que são compostas por grãos.

O milho é um dos cereais mais antigos do mundo, estudos apontam que há registros do cultivo desta planta desde 2.500 a.C, tendo sido descoberto na região da Mesoamérica. Devido à sua capacidade nutritiva, o milho resistiu há milhares de anos e à diversas civilizações, tornando-se um dos grãos mais consumidos da Europa. No Brasil, o cereal foi introduzido por volta do ano de 1.532, durante o período de colonização dos portugueses.

O cereal é considerado um alimento riquíssimo, sendo composto por fibras, proteínas, carboidratos, complexo B, vitaminas, zinco, potássio, ferro, fósforo e sais minerais, o que faz com que ele seja um importante componente para a alimentação humana e também possa ser processado e transformado em ração animal.

Veja também  Em meio às safras brasileiras recordes de milho e de soja, fretes rodoviários estão em ascensão

O milho se adapta muito bem às condições climáticas brasileiras, necessitando de luminosidade e calor moderado para se desenvolverem. Na atualidade, o Brasil figura como um dos maiores produtores de milho, perdendo apenas para os Estados Unidos, sendo o Estado do Paraná o maior produtor nacional.

Por Que Investir na Plantação de Milho?

Há diversos motivos para investir no cultivo de milho. Em primeiro lugar, esta atividade é bastante rentável, uma vez que este mercado é extremamente próspero devido à demanda interna e externa que existe para o consumo deste produto, sendo estável e evitando que o produtor sofra constantes prejuízos.

O milho tem uma grande variedade comercial, podendo ser utilizado tanto para a composição de alimentos humanos quanto para a fabricação de ração para o trato de animais. Dessa maneira, você poderá trabalhar um amplo leque de clientes, aumentando os seus lucros. Além disso, a planta se comporta muito bem às condições climáticas brasileiras, necessitando de pouca manutenção.

Este produto tem uma demanda tão grande, que basta transcorrer as estradas brasileiras para encontrar somas incontáveis de plantações de milho, trigo e soja, principais produtos plantados. Assim, percebe-se a extensa demanda.

7 Dicas de Sucesso de Como Plantar Milho

Todo o negócio requer planejamento e com o plantio de milho não é diferente, apesar do cereal ser relativamente resistente, ele necessita ter o cultivo assistido para obter-se um produto final de qualidade. Por isso, acompanhe abaixo as dicas de como plantar milho.

1- Escolha o Local Apropriado para a Plantação de Milho

O milho é uma planta de fácil adaptação, mas a região escolhida para plantá-la deve apresentar temperaturas entre 10°C e 30°C, abaixo ou acima disso ela pode não sobreviver. O solo deve ser fértil, rico em matéria orgânica e bem drenável, visto que o cereal não tolera o excesso de umidade.

O local selecionado para plantar o milho também deve ficar com localização à favor do sol, pois ele carece de luminosidade para se desenvolver. O ideal é que o espaço seja plano e não declinado, pois esta característica pode tornar os processos de semeadura e colheita mais trabalhosos.

Veja também  Agropecuária se recupera e volta a gerar mais empregos em Mato Grosso

Caso você não conheça o assunto a fundo, uma boa dica é levar um especialista em análise do terreno antes da aquisição. O especialista irá observar a questão de fertilidade da terra, erosão, nutrientes, entre outros aspectos importantes para o quesito plantação de milho.

Embora possa parecer um “custo” a mais fazer uso do serviço do especialista, não pense dessa forma, pois a lucratividade que uma terra fértil e adequada lhe trará supera imensamente o investimento.

2- Prepare o Solo para Plantar Milho

O sucesso de qualquer plantação depende do cultivo escolhido, dos cuidados durante o cultivo e das condições da terra em que ela é fixada. Portanto, é recomendado preparar o solo para plantar o milho, iniciando por uma boa limpeza, a qual deve tirar todos os resíduos que estão superficialmente visíveis.

É muito comum ter restos de plantações anteriores, os quais não se decompõem com facilidade, e, quando o solo não é devidamente limpo, pode ocorrer de impedir o crescimento da plantação.

O solo deve estar impecável para a plantação de milho, logo, se ele já recebeu outro cultivo dentro do período de um ano, é recomendado fazer o arado também. Dessa maneira, todos os resquícios que estão encalacrados na terra são moídos, têm o processo de decomposição acelerado e são convertidos em substratos orgânicos, que são capazes de fortalecer o crescimento das novas plantas ao invés de impedi-lo.

3- Selecione a Variedade de Milho

Para quem está ingressando no cultivo do milho, recomenda-se optar por uma das duas principais variedades, que são o milho comum (verde) e o milho para pipoca (hibrido), os mais cultivados e consumidos no Brasil.

As sementes são os próprios grãos, que podem ser adquiridos em casas de insumos para agricultura, devendo ser mantidos fora do contato com substâncias químicas ou da exposição solar até o momento do plantio.

O armazenamento dos grãos em um local adequado é realmente importante, pois você poderá comprometer a sua plantação de milho antes mesmo de inicia-la, você não quer isso, correto?

4- Faça a Semeadura do Milho

Para obter um milho de melhor qualidade, uma boa dica é condicionar a germinação dos grãos, basta fazer copinhos de jornal, adicionar terra úmida e colocar 5 sementes juntas, deixando-os a meia-sombra até começar a brotar. Quando isso acontecer é necessário transplantar as mudas. Ao fazer isso você irá reduzir o risco da planta não germinar, bem como poderá ter um cuidado especial nos primeiros períodos de germinação.

Veja também  Sombra na ILPF não aumenta incidência de verminoses

Abra covas com 20 cm de profundidade e 15 cm de largura, na sequência é só colocar as mudas e fechar os buracos com 2 camadas de terra. As covas devem ser construídas em fileiras, sendo que cada uma deve ficar a uma distância de 80 cm da outra, evitando que que as raízes se cruzem ou haja o esgotamento dos nutrientes do solo.

5- Irrigação da Plantação de Milho

A irrigação é um procedimento essencial para o desenvolvimento do milho, especialmente nos primeiros meses após o plantio. Inicialmente é indicado regar a plantação, pelo menos, 3 vezes por semana. Quando a planta atingir 40 cm de comprimento e as primeiras espigas começarem a nascer pode-se regar semanalmente. É necessário controlar a irrigação para não deixar o solo encharcado, o que pode causar prejuízos às plantas.

6- Tratos Culturais do Plantio de Milho

As raízes do milho são muito superficiais, podendo ser facilmente danificadas por ervas daninhas. Levando isso em consideração, é preciso vistoriar a plantação semanalmente para identificar e eliminar agentes exteriores que possam atrapalhar o desenvolvimento da planta.

Durante o processo de cultivo, o milho retira muitos nutrientes do solo, podendo esgotá-lo. Sendo assim, se a planta apresentar folhas amareladas é necessário adubar a terra para revigorá-la.

7- Colheita do Milho

O milho fica pronto para a colheita entre 4 e 6 meses após o plantio, sendo que as espigas ficam maduras 50 dias após a floração. No entanto, este processo depende de como foi realizado o plantio, espécie de milho utilizada e condições climáticas da região. Para não errar, basta observar se os cabelos das espigas estão amarronzados e com uma textura seca. A colheita consiste em quebrar a espiga, retirando-a do pé com casca.

 

Fonte: Novo Negócio

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: